Abdução extraterrestre

Certamente já ouviu falar em abdução extraterrestre, certo?

Milhões de pessoas em todo o mundo alegam ter sido abduzidas, os números certos nunca saberemos, milhares de pessoas ficam em silêncio, por receio de ser ridicularizadas. Nos Estados Unidos e Reino Unido algumas empresas de seguro fazem inclusive seguros sobre Abdução extraterrestre. Tais seguros cobrem despesa com cirurgias (para remoção de implantes), tratamentos de saúde ou hipnoterapia.
O primeiro caso conhecido de abdução foi registado em Setembro de 1961, o casal Barney e Betty Hill.

No geral, as pessoas não se recordam da experiência a cem por cento, têm uma vaga sensação de ter visto um Ovni e que algo aconteceu com elas, somente após fazer hipnose regressiva recordam todos os pormenores (a mente subconsciente armazena todos os detalhes).
Certas pessoas ficaram doentes (talvez devido a exposição a radiações), outras adquiriram faculdades psíquicas, dons de cura, premonição, passaram a canalizar mensagens espirituais, etc.
Evidências dessas experiências abdutivas vão desde marcas estranhas no corpo, ou nano implantes extraterrestres, que após extraídos cirurgicamente e analisados em laboratórios revelaram estranhas propriedades magnéticas ou a sua composição não era de nenhum metal conhecido na Terra, outros parecem ser materiais biológicos (quase como tecido vivo).

Embora se diga que abdução é um fenómeno recente, não corresponde à verdade.
Se formos analisar algumas passagens bíblicas alguns personagens relatam ter tido encontros com "anjos" que surgiram em carruagens de fogo voadoras, essas descrições eram as interpretações possíveis que indivíduos na época conseguiam fazer do fenómeno Ovni. O profeta Ezequiel relatou a visita de um objeto voador tipo nuvem rodeada por um tipo de fogo, descreveu inclusive o trem de aterragem da nave.
Tal como outros relatos da Idade Média sobre aparições de demónios e forte odor a enxofre, na verdade poderiam ser extraterrestres e casos de abdução, porém as pessoas na época jamais poderiam compreender isso e interpretavam como incidentes paranormais, possessões, etc.

O objetivo das abduções é pouco claro, resta-nos teorizar várias hipóteses, os extraterrestres podem estar a realizar experiências genéticas para salvar a própria espécie (inseminações artificiais, bebés híbridos extraterrestres), algumas mulheres relatam ter estado grávidas e os bebés retirados, podem ser situações de seres do futuro (ultraterrestres) que estão a tentar salvar o nosso e, portanto, o futuro deles próprios.
Os aliens parecem não ter orgãos reprodutores, portanto para perpetuar a espécie terão que fazer clones. Algumas crianças que nascem com doenças genéticas raríssimas, ou autismo, podem ser experiências dessa hibridização.

Podem estar a estudar a nossa consciência e alma (isto foi relatado por muitos abduzidos) os seres cinzas parecem ser semi-sintéticos e autómatas sem consciência ou alma, portanto têm curiosidade em estudar o ser humano.
Tal como humanos estudam ratos e outros animais em laboratório, sem sequer lhes pedir permissão (pois consideram os animais uma espécie inferior) os extraterrestres podem ter a mesma visão sobre nós, possuem a sua própria agenda, aliás podem ter sido os nossos criadores (se analisarmos as lendas Sumérias sobre os Anunnaki).

O Human Genome Project revelou após estudos diversos que 97% do nosso ADN lixo (sequência não-codificante) é de origem extraterrestre. O código matemático na sequência genética não explica a evolução humana. Link AQUI.

A grande maioria do "ADN-lixo" é na verdade um grande painel com milhões de interruptores que regulam a atividade dos nossos genes. Sem esses controlos, os genes que codificam as proteínas não funcionam.

Durante a abdução as pessoas relatavam ter sido levitadas por um feixe de luz, para dentro do Ovni.
Algum tipo de tecnologia usando um feixe tractor fotónico?


Remolecuralização transdimensional:
Um termo para explicar o processo de transferência de entidades entre densidades ou efectuar teletransporte, como em casos de abduções extraterrestres.
Teletransporte significa que a pessoa (ou objecto) é desmaterializado, e depois rematerializado (reagrupado molecularmente) no ponto de destino. A consciência é transferida à parte, mas quase simultaneamente, e evolvida e protegida por um campo energético.
Existem dezenas de livros de autores que são hipnoterapeutas, e pesquisadores, alguns são médicos e interessaram-se pelo tema. Livros que constam com centenas de entrevistas a abduzidos ajudam-nos a compreender melhor este puzzle, peça por peça. Algumas pessoas relataram que no momento da abdução tentaram gritar por ajuda mas o cônjugue (que dormia ao lado, na cama) nem ouvia, o que pode significar duas coisas: a pessoa abduzida tinha a sensação de estar a gritar mas não saía nenhum som da sua boca (essas funções estavam a ser inibidas pelos extraterrestres) e o parceiro(a) que dormia estava num estado profundo de sono (sob influência psicotrónica). Outros abduzidos relataram que quando o seu corpo era "sugado" no tunel de luz, para dentro do OVNI, sentiam como se estivessem dentro de um "tubo de vácuo" sem ar, não conseguiam respirar.

Pode parecer fição científica, mas os nossos cientistas humanos aos poucos, em passos lentos, já andam a aprender como fazer isso de forma teórica pelo menos.
Cientistas do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) dizem ter encontrado uma forma de levitar e impulsionado objetos usando apenas luz.

Por outro lado, cientistas Australianos criaram um raio trator a laser, porém ainda só atrai e repele objectos partículas micrométricas.
Outros combinam raio trator fotónico (luz, laser) com raio trator sónico (acústico). Link Aqui.

Embora sejam ainda passos de criança, aos poucos vamos compreendendo a tecnologia básica por trás desse fenómeno, é compreensível que extraterrestres que possuem tecnologia mais avançada consigam levitar pessoas e teletransportá-las. Não é algo difícil ilógico.


Os Implantes:



O americano Dr. Roger Leir afirma ter removido mais de doze implantes de alegados abduzidos extraterrestres, revela que os implantes têm algumas características incomuns, incluindo a emissão de sinais de rádio e de movimento em separado sob a pele do sujeito.
Além de servir para rastrear os sujeitos poderiam servir ainda para enviar telepaticamente mensagens, telepresença ou biometria.
Implantes também podem ser usados para modificar o genoma humano. Veja o livro do Dr. Leir, "The Aliens and the Scalpel". Não encontrei a versão desse livro em português, mas traduzido seria "Os extraterrestres e o bisturi".
Um pormenor curioso é que não haviam cicatrizes (marcas de ter sido colocado algum implante) no corpo dos indivíduos.


Antes da cirurgia de remoção, o dr. Leir utilizou detectores de campo magnético e de metais com o objetivo de auxiliá-lo na exata localização dos implantes. Estranhamente, os objetos apresentavam um alto campo magnético. Os pacientes foram anestesiados para a remoção localmente com doses de anestesia suficientes para seis horas de operação.

Durante a cirurgia, o dr. Leir tocou um dos implantes que estavam alojados no dedo do pé do paciente, quando verificou uma estranha reação – o paciente aparentou levar um fortíssimo choque elétrico, pulando da mesa de cirurgia. O interessante é que os dois pacientes apresentaram este quadro, uma cirurgia muito dolorosa, apesar da quantidade suficiente de anestésicos. Essas respostas nervosas indicam que os objetos estariam ligados diretamente a uma ramificação nervosa.
Testes iniciais da membrana externa que envolvia os implantes mostraram que possuía composição idêntica ao próprio sangue do paciente, e terminações nervosas.

Percebe-se que muitas vezes, estes implantes são feitos de ferro meteórico (com isótopos não encontrados na Terra), com cobalto e quantidades significativas de irídio. Eles contêm taxas que não ocorrem naturalmente na Terra. Um era da classe de meteoritos de níquel e ferro, chamados de hexahedritos. Especulativamente: isótopos mais pesados poderiam ter sido formados próximos ao núcleo galáctico e/ou devido as supernovas.

Antes de serem removidos, alguns implantes emitem sinais de rádio, com radiação eletromagnético FM, em frequências escalares de 93 MHz, 15 MHz, ou até mesmo uma frequência usada em satélites de comunicação. Eles parecem ter uma camada na sua superfície que é sensível aos fotões, para que retransmita ondas sonoras. Eles contêm eletrónicos em nano tubos de carbono, que não são encontrados na natureza.




Evitar (ou tentar) abdução:

Estas indicações são preventivas apenas, não indica que funcionem a cem por cento, porém são uma ajuda.
Espiritualize-se, reforce o espírito e a consciência, de modo a ter maior domínio sobre a sua mente e oferecer maior resistência caso os aliens tentem telepaticamente induzi-lo.
Treine métodos de defesa psíquica.
Tenha um detector de campos electromagnéticos (EMF) no quarto.
Os greys, de olhos grandes negros, parecem sensíveis à luz. Se tiver uma lanterna na mesa de cabeceira e conseguir mexer-se, aponte a luz ao rosto deles.
Consta que os aliens greys absorvem nutrientes (e alimentação) através das mucosas da sua pele. Assim uma técnica de defesa poderia passar por atacá-los com alguma lata de spray tóxico. Pesticida ou spray pimenta, por exemplo.
Fazer defumação de ervas no quarto (por exemplo com Sálvia branca) parece afungentá-los, talvez seja tóxico para eles.